Quem Nasce em Salvador é Soteropolitano

Vi uma propaganda de jornal de classificados (seria o Estadão?), na qual o anunciante não deseja vender seu carro, apenas falar com o maior número de pessoas possível, porque ele tem uma dúvida terrível: por que é que quem nasce em Salvador (BA) é soteropolitano e não salvadorenho?

Durante muitos anos eu me perguntei a mesma coisa. É claro que Salvador não é a única cidade cujo gentílico soa estranho (como “campineiro” ou “capilé”), mas certamente é uma das que, ainda hoje, têm o significado embora óbvio, menos conhecido.

O comum na formação dos gentílicos é o nome do lugar mais o sufixo “-ense”. Assim, uma variação (perfeitamente aceitável) para soteropolitano é “salvadorense”. Salvadorenho, contudo, é o gentílico para El Salvador, aquele país ali entre Honduras, Nicarágua e Guatemala.

Para nunca mais esquecer a etimologia de soteropolitano basta lembrar que a palavra se origina de soter, que em Latim significa salvador, e do grego polis, que significa cidade.

E para quem acha que eu não sei do que estou falando, sugiro que faça uma consulta no Wikcionário: soteropolitano. Tudo bem, não é garantia nenhuma de qualidade figurar em nenhum wiki, mas pelo menos eu não sou o único que estou dizendo.

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? Basta um clique e estará nos ajudando muito!

8 Comments

Leave a Reply