O que é metonímia?

Metonímia é uma figura de linguagem ou estilo na qual utilizamos uma palavra ou termo no lugar de outro, que o lembra. Também é uma forma de nomear ou designar uma coisa por meio de uma palavra que se refere a uma outra, mas com a qual está relacionada de alguma maneira, por semelhança, associação, contigüidade, etc.

Existem vários tipos de metonímia, sendo os mais comuns indicar o continente pelo conteúdo e vice-versa (garrafa / bebida), o autor pela obra (comprar um Picasso), efeito pela causa, e muitos outros.

Não podemos nos esquecer aqui da sinédoque, que é um tipo especial de metonímia: indica o mais restrito pelo mais amplo, a espécie pelo gênero, o singular pelo plural, e também o contrário: o todo pela parte, o plural pelo singular, etc.

Vamos ver alguns exemplos:

Autor pela obra:

As pessoas gostam de dizer que lêem Guimarães Rosa. (Na verdade, não lemos o autor, mas as obras.)

Continente pelo conteúdo:

Tomou dez taças. (Não tomamos taças, mas a bebida que está nelas.)

Causa pelo efeito:

Não gosto de cigarro. (Não gosto do cheiro da fumaça de cigarro.)

Marca pelo produto:

Muitos brasileiros usam giletes para se barbear e bombril para lavar a louça. (Gillette e Bombril são marcas, não produtos, que são: lâmina de barbear e esponja de aço.)

Possuidor pelo possuído:

Ir ao barbeiro, cabeleireiro, mecânico, etc. (Estas pessoas são os profissionais e não os locais aonde vamos.)

Parte pelo todo:

A mão que balança o berço. (Uma pessoa usa sua mão para balançar o berço.)

O singular pelo plural (vice-versa):

O brasileiro é apaixonado por carro, futebol e samba. (Isto é, a frase indica que todos os brasileiros fazem isso.)

O restante deste texto estará disponível aos leitores que clicarem no botão +1 abaixo. Isto ajuda nosso blog a ser cada vez melhor. Você não é obrigado a fazer isso, mas se fizer estará ajudando muito.


3 Comments

Leave a Reply