O que é antítese?

Esta palavra, antítese, vem do latim antithĕsis, que veio do grego ἀντίθεσις, de ἀντί (contra) + θέσις (posição), ou seja, contraposição.

É uma figura de linguagem ou estilo que nos permite aproximar termos ou expressões de sentido oposto. Podemos usá-la para falar de idéias contrárias, seja em que área for: branco e preto, liberdade e escravidão, fogo e água, doce e amargo, cheio e vazio, etc.

A antítese também aparece na filosofia, para indicar o segundo elemento na dialética, ou seja, a proposição contrária à tese. Deste modo, a tese e seu contrário, a antítese, serão reunidas na síntese.

Para não deixar a dialética passar em branco, aproveito a oportunidade para dar uma definição resumida dela: para Sócrates, é uma maneira de expor as contradições de um pensamento, através de contínuos questionamentos. Para Hegel, a dialética é um processo necessário para o progresso ou desenvolvimento do pensamento, isto é, a superação da oposição entre uma tese e uma antítese pela síntese, ou união de ambas através de um ponto de convergência. Mas há outros enfoques para este processo filosófico de pensar o mundo, como o de Aristóteles, Kant e dos materialistas, com seu materialismo dialético. Quem quiser se aprofundar nesse assunto, precisa pesquisar mais por si só ou ler este artigo no site do meu amigo Hingo Weber, o Lado Cômico dos Filósofos e das Filosofias.

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? Basta um clique e estará nos ajudando muito!

1 pensamento em “O que é antítese?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *