“Dirija consciente”? Acho que estou bêbado!

Caros amigos,

aqui vai mais uma edição da série

“ouvi na tevê”!

Me senti bêbado e inconsciente com essa!

A frase aparece numa campanha televisiva para

direção consciente.

Até onde eu saiba e o Aurélio registra,

a palavra consciente é um adjetivo

de dois gêneros, ou seja,

um termo que qualifica ou modifica substantivos,

sendo utilizado sem mudança de forma para o masculino

e feminino:

homens conscientes do que estão fazendo,

mulheres conscientes de sua natureza.

Assim, posso usar esse termo de diversas maneiras,

mas sempre estando consciente de que ele é um

adjetivo para qualificar uma pessoa que esteja

consciente de seus atos.

Desta forma, o adjetivo consciente não pode

ser usado para qualificar ou modificar verbos,

função que é exercida por advérbios.

Se eu quero indicar que a condução de um veículo

precisa ser segura e atenta,

o condutor do veículo deve estar consciente

do que está fazendo,

e portanto sua direção é que deve ser  consciente.

Se eu quero ressaltar o verbo da frase,

é necessário usar uma palavra adequada

para isso.

Exemplos:

Dirija de maneira consciente.

Dirija conscientemente.

Dirija atentamente.

Nesse sentido, para que a frase “dirija consciente” tenha algum

significado, quem a ouve ou lê precisa fazer um exercício

de imaginação para quem sabe descobrir que talvez

o inventor de tal campanha tenha querido dizer

que é para o cidadão, ao estar quando ao volante de seu veículo,

precisa estar consciente de seus atos.

Mas aí eles já atropelaram o idioma com tal campanha!

Será possível que com tanto esbanjamento de dinheiro

em campanhas que às vezes têm resultados pífios,

vide aquela do “bráulio”, não seria melhor

ter um mínimo de respeito também com a vida

linguística dos falantes do idioma

e simplesmente CONTRATAR um professor de português

para revisar os textos?

Parece aquela coisa de cobertor de pobre:

se cobre um lado, destapa outro.

Salva a vida de uma pessoa e assassina o idioma!

É preciso tanto educar para o trânsito

quanto respeitar a língua!

*****

Obs.: a palavra consciente também

é um substantivo, que significa os fatos

e processos psíquicos dos quais temos consciência.

*****

Ainda bem que aqui conto com a boa vontade dos leitores

para corrigir eventuais falhas. \o/

 

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? Basta um clique e estará nos ajudando muito!

»crosslinked«

6 pensamentos em ““Dirija consciente”? Acho que estou bêbado!”

  1. Olá,
    Reli a frase e não percebi erro!
    Consciente, como dito, é adjetivo. No exemplo citado “direção consciente” exerce sua função de qualificar o substantivo direção.
    No título (dirija consciente) existe erro, pois dirija é verbo e “consciente” advérbio, sendo, portanto, “dirija conscientemente” a forma correta de compor a sentença.
    Em resumo:
    Direção consciente / Dirija conscientemente
    Analogamente:
    Ensino correto / Ensinar corretamente

  2. Oi professor!

    No trecho abaixo (retirado do texto acima) tem palavra “sobrando”, hein?

    “… talvez o inventor de tal campanha tenha querido dizer que é para o cidadão, ao estar ao volante, precisa estar consciente de seus atos.”

    Grande abraço.

  3. Boa tarde, Luene,
    este material só está disponível gratuitamente neste site;
    se você deseja ter o impresso,
    é preciso adquirir em formato de livro, neste site (é meu material de trabalho):
    https://www.createspace.com/4508212

    Ou se quiser em Ebook Kindle, aqui:
    http://www.amazon.com.br/Gram%C3%A1tica-Portugu%C3%AAs-Gentil-Saraiva-Junior-ebook/dp/B00GG50GBQ/ref=sr_1_13?ie=UTF8&qid=1439399410&sr=8-13&keywords=gentil+saraiva+junior

    Obrigado pela visita!
    Abraço.

  4. olá , boa tarde ,gostaria de saber se o sr poderia enviar esse material para que eu consiga imprimir , pois n tenho acesso ao computador e seria mais fácil eu imprimir para estudar .

    Desde já agradeço .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *