Dar à luz — com ou sem crase?

Hoje mandei ao Twitter o seguinte:

 

Obtive como resposta o comentário:

 

O comentário da Mariana na verdade tem origem em uma confusão que as pessoas fazem por desconhecer o significado da expressão “dar à luz”, sinônimo da expressão gramaticalmente correta “parir”, mas que nem de longe tem o mesmo apelo romântico.

A maior confusão sempre é saber se o certo é “dar à luz” ou “dar a luz” (com ou sem crase).

Como sabemos, crase é a fusão entre preposição e artigo. Quando em dúvida sobre o uso da crase, basta mudar na frase o “à” por “para a” (já que à = a + a). Exemplos ajudarão a esclarecer.

  • Perguntou à mãe o que teria de almoço –> perguntou para a mãe o que teria de almoço –> crase bem usada.
  • Contas à receber –> contas para a receber –> crase mal utilizada, pois “para a receber” não faz sentido.

Assim, “dar a luz”, sem crase, é o ato de dar a luz a alguém. Ou seja, a luz é o objeto de doação.

Já “dar à luz”, com crase, é o ato de dar algo para a luz. É o que uma mãe faz quando nasce o seu bebê, ela dá o filho para a luz.

Se dissermos “a gata deu a luz a dois gatinhos” (sem crase, note bem), estamos dizendo que a gata fez da luz objeto de doação para dois gatinhos. Gramaticalmente correto, também.

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? Basta um clique e estará nos ajudando muito!

Autor: Prof Janio

Este é um site sobre a Língua Portuguesa, cujo principal objetivo é formar e informar, levando luz a questões obscuras do idioma.

15 pensamentos em “Dar à luz — com ou sem crase?”

  1. Acho que não, Claudiney, pois entendo que aí a luz está sendo levada á escuridão;
    também poderia ser dito assim: Alfabetizar é dar à luz a escuridão, entregar a escuridão à luz.
    É uma boa metáfora.
    Abraço.

  2. Oi Priscila,
    agradeço-lhe em nome do Prof. Janio.
    E você tem razão no que diz sobre as instituições.
    Prefiro escrever aqui.
    Abraço.

  3. seria engraçado ver uma gata dando luz para os gatinhos! Isso só aconteceria em desenho animado…
    Mas sua análise foi bem descomplicada, precisamos de professores assim nas instituições de ensino (ou talvez até tenhamos, mas infelizmente eles são ignorados e obrigados a lecionar oq consta nos livros) 🙁

    Parabéns pelo site, quase sempre tiro minhas dúvidas por aqui.
    Abraços

  4. Caro Helio,
    não conheço esse tipo de serviço; talvez instituições como faculdades ou portais façam isso.
    No caso de portais, geralmente é material pago, como no caso do Cursos 24 Horas, que é divulgado pelo link no menu superior.
    Obrigado pela visita e abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *