Figuras de Linguagem: Antífrase

A antífrase é uma figura de linguagem que consiste em se utilizarem termos contrários para expressar a ideia que desejamos. Por exemplo:

  • Chegou cedo, seu fulano! — para alguém que chegou atrasado.
  • Bonito, hein! — para alguém que cometeu um ato questionável ou disparatado.
  • Coisinha linda! — para referir-se a algo ou alguém muito feio.

Há casos em que a antífrase é utilizada como um eufemismo extremado, como quando D. João II resolveu rebatizar o Cabo das Tormentas para Cabo da Boa Esperança.

Há casos em que antífrase e ironia confundem-se, sendo aquela instrumento para chegar nesta.

Figuras de Linguagem: Alegoria

Dando seqüência ao artigo Figuras de Linguagem (ou Figuras de Estilo) vimos ora falar da Alegoria.

Uma alegoria é uma representação tal que transmite um outro siginificado em adição ao significado literal do texto. Em outras palavras, é uma coisa que é dita para dar a noção de outra, normalmente por meio d’alguma ilação moral.

É bastante fácil confundir a alegoria com a metáfora, pois elas têm muitos pontos em comum.

Para melhor entender o que seja uma alegoria, podemos citar alguns exemplos.

Continue lendo “Figuras de Linguagem: Alegoria”

Figuras de Linguagem (ou Figuras de Estilo)

No Brasil, chamam-se figuras de linguagem, em Portugal e outros países lusófonos figuras de estilo. São estratégias literárias aplicáveis ao texto para que se obtenha um efeito determinado na interpretação do leitor.

São formas de expressão mais localizadas em comparação às funções da linguagem, que são características globais do texto. Podem relacionar-se com aspectos semânticos, fonológicos ou sintáticos das palavras afetadas.

Basicamente, as figuras de linguagem podem ser divididas em figuras de construção (sintáticas) e figuras de palavras (semânticas).

Continue lendo “Figuras de Linguagem (ou Figuras de Estilo)”

Clímax ou gradação ascendente

A figura de linguagem, ou estilo, chamada de clímax ou gradação ascendente, pode ser definida como a apresentação de idéias em ritmo crescente, até atingir um grau máximo.

Continue lendo “Clímax ou gradação ascendente”

O que é perífrase?

Perífrase, como o próprio termo indica, pelo prefixo peri- (algo que está à margem, à beira) é uma figura de linguagem que utiliza um conjunto de palavras para expressar algo que poderia ser dito de maneira mais sucinta. Em resumo, é um circunlóquio, um rodeio, em vez de dizer as coisas diretamente.

Continue lendo “O que é perífrase?”

Você sabe o que é litotes?

Litotes, do grego litótes, é uma figura de linguagem que apresenta o negativo pelo positivo, ou seja, atenua-se uma expressão, colocada numa afirmação. É o oposto da hipérbole, que é o exagero.

Continue lendo “Você sabe o que é litotes?”

O que é hipálage?

hipálage é uma figura de linguagem que cria uma desarmonia, um desajuste entre os termos gramaticais e semânticos, ou seja, entre a função e o sentido das palavras na frase, de forma a produzir uma translação no significado.

Continue lendo “O que é hipálage?”