Figuras de Linguagem (ou Figuras de Estilo)

No Brasil, chamam-se figuras de linguagem, em Portugal e outros países lusófonos figuras de estilo. São estratégias literárias aplicáveis ao texto para que se obtenha um efeito determinado na interpretação do leitor.

São formas de expressão mais localizadas em comparação às funções da linguagem, que são características globais do texto. Podem relacionar-se com aspectos semânticos, fonológicos ou sintáticos das palavras afetadas.

Basicamente, as figuras de linguagem podem ser divididas em figuras de construção (sintáticas) e figuras de palavras (semânticas).

Continue lendo “Figuras de Linguagem (ou Figuras de Estilo)”

Expressões Populares

Diariamente utilizamos expressões com significados diferentes daquilo que elas representam literalmente, mas raramente nos preocupamos em ir atrás da sua origem ou — até mesmo — da sua forma correta.

Abaixo cito 15 expressões (que recebi de um amigo por email) que todo mundo erra, ou que todo mundo usa mas que nem todo mundo sabe direito o significado ou seu correto emprego.

Continue lendo “Expressões Populares”

Quem Nasce em Salvador é Soteropolitano

Vi uma propaganda de jornal de classificados (seria o Estadão?), na qual o anunciante não deseja vender seu carro, apenas falar com o maior número de pessoas possível, porque ele tem uma dúvida terrível: por que é que quem nasce em Salvador (BA) é soteropolitano e não salvadorenho?

Durante muitos anos eu me perguntei a mesma coisa. É claro que Salvador não é a única cidade cujo gentílico soa estranho (como “campineiro” ou “capilé”), mas certamente é uma das que, ainda hoje, têm o significado embora óbvio, menos conhecido.

Continue lendo “Quem Nasce em Salvador é Soteropolitano”

Expressões Portoalegrenses

Toda cidade tem um jeito, uma forma peculiar de falar. São expressões que marcam o lugar e acabam se tornando uma espécie de “dialeto” daquele grupo social. E os porto-alegrenses têm um jeito muito especial de se comunicar.

Confira aqui algumas pérolas da cidade.

Continue lendo “Expressões Portoalegrenses”

Cem Observações sobre a Língua Portuguesa

Mais uma das que recebi por e-mail do Ricardo.

Desta vez, são cem dicas sobre a Língua Portuguesa, cem denúncias de erros que comumente cometemos, seja por ignorância, seja por vício (eu, por exemplo, tenho o vício do “pra”, ao invés de para).

Acomode-se na cadeira, pegue uma água ou um café, respire fundo porque aí vêm:

Continue lendo “Cem Observações sobre a Língua Portuguesa”