Sobre versificação em língua portuguesa (2)

Conforme falamos na parte teórica, os versos em português variam de uma a doze sílabas métricas, ou poéticas, contadas até a última sílaba tônica. Já os versos de mais de doze sílabas são uma combinação entre versos menores. Há também quem advogue que não devemos contar as sílabas poéticas até a última tônica, mas sim todas as sílabas do verso. No nosso caso, preferimos seguir a tradição e contar as sílabas até a última tônica.

Continue lendo “Sobre versificação em língua portuguesa (2)”

Sobre versificação portuguesa / brasileira

Caros leitores e estudantes em geral, como falei no artigo sobre o Enem, nosso blog traz informações sobre nossa língua de várias maneiras, incluindo gramática, vocabulário, redação e poesia. Tratarei a versificação em língua portuguesa em vários artigos. Neste primeiro, escrevo sobre a parte teórica, abordando os tipos de versos que existem em nossa língua. Nos próximos, darei exemplos de cada tipo de verso.

Continue lendo “Sobre versificação portuguesa / brasileira”

Funções da linguagem: o esquema de comunicação verbal

No artigo “Comunicação na Poesia de Vanguarda”, incluído no livro A Arte no Horizonte do Provável (1977), Haroldo de Campos descreve seu “Esquema de comunicação verbal“, no qual ele nos dá os “Fatores e funções da linguagem” (1977, pp.136-143). Resumidamente, o “esquema de comunicação” é o seguinte: um emissor / emitente envia uma mensagem para um recebedor / destinatário; toda mensagem tem seu emissor e recebedor / destinatário; a mensagem se refere  a “um objeto ou situação“; naturalmente, para que a mensagem seja enviada e entendida pelo destinatário, deve haver um “código comum” entre eles e também um contato, um meio de conectá-los; assim, temos neste contexto os seis “fatores” que operam na transmissão de uma mensagem.

Continue lendo “Funções da linguagem: o esquema de comunicação verbal”

Portal anuncia que famosos vão a “JOELHERIA”!

Você sabe o que é uma “joelheria”? Não? Nem eu! Pois bem, um famoso portal de internet anunciou que famosos atores foram a uma comemoração de aniversário de cem anos de uma grande “joelheria”. Não só o “brturbulência” peca no vernáculo, agora esse também! E não se corrigiram na matéria. Aproveitamos a oportunidade então para fazer isso. Segundo consta, os tais artistas foram à comemoração de uma famosa joalheria (do fr. joaillerie), ou seja, um estabelecimento que comercializa jóias. Uma variação dessa palavra é joalharia. Deste modo, não há como saber porque inventaram a tal “joelheria”. Seria por causa de algum problema nos joelhos desses artistas? Talvez eles estivessem praticando algum esporte radical e não usaram as joelheiras! Mas quem acabou “machucando” a língua mesmo foi quem redigiu a matéria. Uma visitinha ao nosso curso não faria mal ao pessoal desse portal! Aqui a gente faz até rima! 🙂